05 julho 2007

Escrevendo pela vida afora

Carl Sandburg

Ainda estou estudando os verbos e o mistério de como eles se ligam aos substantivos. Ando mais desconfiado do que nunca dos adjetivos. Esqueci o significado de 20 ou 30 dos meus poemas escritos 30 ou 40 anos atrás. Ainda prefiro vários poemas simples publicados há muito tempo, que continuam a agradar às pessoas simples. Escrevi segundo métodos diferentes e em diversos estados de espírito e raramente tive medo de viajar por terras e mares onde encontrei novos cenários e novos cantos. Durante a vida toda estive tentando aprender a ler, a ver e a ouvir e a escrever. Aos 65 anos, comecei a escrever meu primeiro romance, e durante os quatro anos e onze meses que demorei para terminá-lo, ainda estava viajando, ainda procurando. Gosto de pensar que quando prosseguir escrevendo aparecerão frases realmente vivas, com os verbos vibrando e os substantivos proporcionando cor e ressonâncias. Com a graça de Deus, vou viver até os 89, como Hokusai, e dando o meu adeus às paisagens terrenas, poderia parafrasear: “Se Deus me deixasse viver mais cinco anos, eu teria sido um escritor”.

Fonte: Campbell, L.; Campbell, B. & Dickinson, D. 2000.
Ensino e aprendizagem por meio das inteligências múltiplas, 2a edição. Porto Alegre, Artmed.

1 Comentários:

Blogger Versos & Acordes disse...

Está faltando publicar alguma coisa sua para homenagear seus leitores.
Beijos

5/7/07 20:54  

Postar um comentário

<< Home

eXTReMe Tracker