08 dezembro 2006

De pai para filho

F. Ponce de León

Estupidez do pai,

pavor do filho

Aquele bate,

este (quando não foge) apanha


Anos e anos

de estupidez e pavor

terminam criando calos,

dentro e fora do corpo


Mais alguns anos e

a estupidez caduca:

fios de cabelo caem,

músculos murcham


O pavor, por sua vez,

transforma-se em guerreiro

Os calos (de fora) sumiram;

da infância, restou apenas a gagueira,


a boca seca, as pernas ligeiras e

a vontade de também bater em quem chora

1 Comentários:

Blogger Rodolfo disse...

Lindo, isto, Felipe.
Minha opinião imparcial me dis que devias publicar masi textos teus aqui.
Grande abraço,

8/12/06 19:34  

Postar um comentário

<< Home

eXTReMe Tracker