08 dezembro 2006

Poema sujo

Ferreira Gullar

(...)

bela bela

mais que bela

mas como era o nome dela?

Não era Helena nem Vera

nem Nara nem Gabriela

nem Tereza nem Maria

Seu nome seu nome era...

Perdeu-se na carne fria


perdeu-se na confusão de tanta noite e tanto dia

perdeu-se na profusão das coisas acontecidas


constelações de alfabeto

noites escritas a giz

pastilhas de aniversário

domingos de futebol

enterros corsos comícios

roleta bilhar baralho


mudou de cara e cabelos mudou de olhos e risos mudou de casa
e de tempo: mas está comigo está

perdido comigo
teu nome
em alguma gaveta


Fonte: encarte que acompanha o LP do álbum Caçador de mim (1981), de Milton Nascimento. Este trecho do “Poema sujo” foi musicado e gravado sob o título de “Bela bela”.


1 Comentários:

Blogger Ademir Antônio Bacca disse...

felipe,
muito interessante o teu blog
voltarei mais vezes
grande abraço

11/12/06 22:05  

Postar um comentário

<< Home

eXTReMe Tracker