09 março 2007

História de Aladim e a lâmpada maravilhosa

Patativa do Assaré

Na cidade de Bagdá
quando ela antigamente
era a cidade mais rica
das terras do Oriente
deu-se um caso fabuloso
que apavorou muita gente

Nessa cidade morava
uma viúva de bem
paciente e muito pobre
não possuía um vintém
dentro da sua choupana
sem falar mal de ninguém

Vivia bem satisfeita
nessa pobreza sem fim
tendo só um filho único
com o nome de Aladim
que apesar de ser travesso
ninguém lhe achava ruim

Aquele belo garoto
tinha um leal coração
mas fugia do trabalho
buscando a vadiação
era a mãe que trabalhava
para fornecer-lhe o pão

Aladim não trabalhava
seu emprego era brincar
e a sua mãe empregada
em uma roca a fiar
atrás de ganhar o pão
para o filho sustentar

Aladim um certo dia
pensando na sua vida
achou que estava fazendo
uma existência perdida
de causar muito desgosto
a sua mamãe querida

Chegando-se a ela disse
um tanto contrariado:
mamãe, perdoe os desgostos
que eu já tenho lhe causado
garanto que hoje em diante
hei de viver empregado

Saiu em busca da praça
atrás de colocação
agradou muito à viúva
aquela resolução
deu-lhe naquele momento
a sua santa benção

Da África tinha chegado
por aquele mesmo ano
um velho misterioso
de aspecto desumano
a quem o povo chamava:
“O Feiticeiro Africano”

Era um grande necromante
que de tudo conhecia
com o segredo da arte
de sua feitiçaria
viu que perto de Bagdá
um grande tesouro havia

Fonte: Assaré, P. 2002. História de Aladim e a lâmpada maravilhosa. RJ, Objetiva. A obra toda é composta por 134 estrofes (o trecho acima corresponde às 10 primeiras) e foi originalmente publicada em 1976.

13 Comentários:

Anonymous thayna rio de j. disse...

Adorei seu blog

24/4/09 15:42  
Anonymous Anônimo disse...

oi

13/10/09 20:07  
Anonymous doidao disse...

oi tenta e um, oitenta e dois, oitenta e tres ...

21/6/10 18:29  
Anonymous Anônimo disse...

posta o restooo! preciso desse texto pra um trabalhoo.

24/2/11 18:50  
Anonymous Anônimo disse...

tmbm preciso do resto para um trabalho...

25/2/11 12:12  
Anonymous Anônimo disse...

Posta o resto ai...

16/8/11 10:14  
Anonymous VERONICA FELIX disse...

POXA AMIGO CADE O RESTO???????????
SO Ñ GOSTEI + PQ VC Ñ FINALIZOU

20/8/11 17:54  
Anonymous Anônimo disse...

o texto idiota cade o resto to presisando pra um trabalho tem que ser com esse texto aonde acho outro igual

18/10/11 20:03  
Anonymous Anônimo disse...

Kkkkkk

12/4/12 16:14  
Anonymous Anônimo disse...

Eu tbm preciso!!!

12/4/12 16:17  
Anonymous Anônimo disse...

odiei cade o resto zé ruella

23/6/12 22:07  
Anonymous Anônimo disse...

nem a historia interira conta que merda

16/3/14 11:19  
Anonymous Anônimo disse...

http://www.clickfacil.net/cf_conteudo/artmx_clientes/Equipe/arquivos/anexo/Patativa.pdf

NESSE SITE ESTÁ VÁRIAS HISTORIAS E O RESTANTE DESSE POEMA!!! SOBRE PATATIVA DO ASSARÉ

29/3/14 13:29  

Postar um comentário

<< Home

eXTReMe Tracker