11 março 2014

Rum Creosotado

Ernesto de Souza

Veja, ilustre passageiro,
O belo tipo faceiro
Que o Senhor tem a seu lado;
E, no entanto, acredite:
Quase morreu de bronquite;
Salvou-o o RUM CREOSOTADO.

Fonte: Martins, W. 1978. História da inteligência brasileira, vol. 5. SP, Cultrix & Edusp. Versos, datados da segunda década do século 20, usados em campanha publicitária do ‘Rhum Creosotado’, fabricado pelo próprio autor.

2 Comentários:

Anonymous Anônimo disse...

Quando foi escrito este poema?Ele serviu de propaganda ?Ele era acompanhado por alguma musica?

16/6/15 23:16  
Blogger CARLOS VALENÇA ADVOGADOS disse...

Era propaganda postada em bondes no Rio dos anos 60.

23/6/17 06:50  

Postar um comentário

<< Home

eXTReMe Tracker